Terça-feira, 11 de Julho de 2006

Porque é que os homens dão traques?

A resposta não podia ser mais simples, pois no caso do homem a natureza fez da emissão de gazes acumulados uma estratégia adaptativa duplamente vantajosa. Resultantes da fermentação e metabolismo da flora intestinal, os gases armazenados no aparelho digestivo poderiam originar distensões abdominais e perfuração de vísceras. No entanto, através duma forma de fricção e ressonância, assim como o rato guincha, o leão ruge, os pássaros, grilos e cigarras cantam, as rãs e sapos coacham, o homem adquiriu a capacidade de produzir sons maioritariamente graves que se propagam a grandes distâncias e sons agudos com uma tonalidade melódica ao perto. Deste modo, mais facilmente conseguindo encontrar e cortejar uma parceira. É verdade que existem outros indivíduos, esses sim mais evoluídos, que conseguem eructar (arrotar) espontaneamente e com grande impetuosidade, mas nem todos.

Por outro lado, lembrem que o homem como animal é muito indefeso, não possuiu concretamente qualquer arma natural que o proteja de possíveis predadores. Com a excepção do traque, a espécie humana, à semelhança da doninha fedorenta ou mofeta, serve-se dele como forma de enviar a sua mensagem, um aviso sonoro e de odor pestilento, ao carnívoro sobre o possível mal sabor da ingestão sua carne. Daí também a sua importância em termos de sobrevivência.

Por isso, meus amigos, penso que a partir de agora escutarão o traque com outros ouvidos, pois devem considerá-lo como uma mais valia, nomeadamente, no vosso relacionamento, até como repelente de melgas e mosquitos que procuram, não a vossa carne, mas sim o vosso sangue, e não o ver como um desconforto socialmente depreciado e repreendido.

Sinto-me: uma Besta!
Roído por Maganão às 10:52

Ratoeira do post | Envenenar (comentar!) | favorito
1 comentário:
De rapazdoorgal a 11 de Julho de 2006 às 12:03
penso que apesar de se terem esforçado por roer este post, e especialmente tu!!! rato maganão, que até tem alguma qualidade no sentido de revelar aos porturatos e porturatas a verdadeira finalidade do traque, penso que estão a esquecer-se algo, que não sendo mais importante, assume pelo menos uma importância equivalente ao traque! e do que estou a falar? é verdade, meus ratos e minhas ratas, estou a falar do traque do suvaco! uma variante do traque normal, mas com características específicas que o torna único em toda a sua existência... quem é que ainda não o fez depois do banho no rio, da água salgada do mar, ou mesmo, especialmente os mais capazes, de o usar em qualquer altura, sempre que avistam uma rata peluda, utilizando o suor e o pêlo húmido de um dia de calor intenso...
não me vou estender, mas penso que é algo que não se pode deixar passar inculme!
minhas amigas ratas, ratas e ratas peludas, despeço-me com um simples traque agudo! para vós peludões amigos ratos, um granda traque grave, acompanhado com molho "à la sauce"...

Envenenar post

>‘.’<)---Culpados!

>‘.’<)---Ninhos de papel

>‘.’<)--- Agosto 2015

>‘.’<)--- Março 2015

>‘.’<)--- Julho 2014

>‘.’<)--- Dezembro 2013

>‘.’<)--- Novembro 2013

>‘.’<)--- Julho 2013

>‘.’<)--- Junho 2013

>‘.’<)--- Fevereiro 2013

>‘.’<)--- Outubro 2012

>‘.’<)--- Setembro 2012

>‘.’<)--- Agosto 2012

>‘.’<)--- Julho 2012

>‘.’<)--- Abril 2012

>‘.’<)--- Novembro 2011

>‘.’<)--- Setembro 2011

>‘.’<)--- Julho 2011

>‘.’<)--- Abril 2011

>‘.’<)--- Março 2011

>‘.’<)--- Janeiro 2011

>‘.’<)--- Dezembro 2010

>‘.’<)--- Setembro 2010

>‘.’<)--- Agosto 2010

>‘.’<)--- Junho 2010

>‘.’<)--- Março 2010

>‘.’<)--- Janeiro 2010

>‘.’<)--- Dezembro 2009

>‘.’<)--- Outubro 2009

>‘.’<)--- Setembro 2009

>‘.’<)--- Agosto 2009

>‘.’<)--- Julho 2009

>‘.’<)--- Junho 2009

>‘.’<)--- Maio 2009

>‘.’<)--- Abril 2009

>‘.’<)--- Março 2009

>‘.’<)--- Fevereiro 2009

>‘.’<)--- Janeiro 2009

>‘.’<)--- Dezembro 2008

>‘.’<)--- Novembro 2008

>‘.’<)--- Setembro 2008

>‘.’<)--- Abril 2008

>‘.’<)--- Março 2008

>‘.’<)--- Janeiro 2008

>‘.’<)--- Setembro 2007

>‘.’<)--- Agosto 2007

>‘.’<)--- Junho 2007

>‘.’<)--- Maio 2007

>‘.’<)--- Abril 2007

>‘.’<)--- Fevereiro 2007

>‘.’<)--- Janeiro 2007

>‘.’<)--- Dezembro 2006

>‘.’<)--- Novembro 2006

>‘.’<)--- Outubro 2006

>‘.’<)--- Setembro 2006

>‘.’<)--- Julho 2006

>‘.’<)--- Junho 2006

>‘.’<)---"Tocas"

>‘.’<)---Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

>‘.’<)---Farejar nesta toca

 

>‘.’<)---Queijos recentes

>‘.’<)--- Composição “As minhas fér...

>‘.’<)--- Considerações do Show (da...

>‘.’<)--- Há Volta...em Fafe!

>‘.’<)--- Passear ou ser passeado.....

>‘.’<)--- O amor e o coração…o fim ...

>‘.’<)--- Marés Vivas…o engodo!

>‘.’<)--- Peculiaridades do dia Rih...

>‘.’<)--- Promoções da Ordem

>‘.’<)--- Prémio Nobel - Mais que j...

>‘.’<)--- O que aconteceu?!

blogs SAPO

>‘.’<)---subscrever feeds