Sábado, 23 de Dezembro de 2006

É Natal!

Estamos numa época do ano (na sua recta final) na qual os centros comerciais, os hipermercados e o comércio tradicional (cada vez menos) conhecem o rebuliço típico do Natal. Se os mais prevenidos começaram a fazer as compras das prendas de Natal em Setembro ou Outubro (mais barato, sem dúvida), há aqueles (a grande maioria) que fazem as suas compras em Dezembro, algum dos quais na véspera de Natal. As prendas não variam muito de ano para ano, senão vejamos:

- Para os mais pequeninos, temos os bonecos da série de desenhos animados preferidos deles (de há uns tempos para cá o Noddy).

- Para os mais pequenos, mas não tão pequenos, temos as roupas da Floribela (Para elas!!! se algum rapaz também as quiser, aconselho os pais a oferecerem-lhe uma consulta no psicólogo antes que seja tarde demais) e as coisas ligadas à morangada (Antes colocávamos posters de jogadores de futebol, de actores de filmes de porrada e de actrizes de filmes duvidosos nas paredes do quarto. Agora colocam-se posters dos D’Zert, dos Morangos, da Floribela e do Beckham!).

- Para os adolescentes quase adultos e para os jovens adultos a variedade de prendas é maior. Se para uns passam por camisolas, peúgas, calças, roupa interior, para outros passa pelo popó topo de gama que o Pai Natal, por ser casmurro, só lhe deu aos 18 anos, pela última consola de videojogos e não sei quantos jogos e por trocar o telemóvel que comprou há um mês e que já passou de moda!

- Entre adultos a coisa é mais fácil. Uma garrafita de vinho do Porto, de Uísque ou Champanhe e toca andar. E Para quem tem uma garrafeira em casa basta ir lá, pegar numa garrafa que lhe tenha sido oferecida no Natal anterior, embrulhá-la e ter o cuidado de não oferecê-la à mesma pessoa!

Chega a esta altura do ano e nunca sei o que hei-de pedir ao Pai Rato Natal. Não sei se peço uma roda giratória para manter a forma, se um queijinho de uma marca melhor ou um DVD do Rato Barulhento (estes tipos são um espectáculo)! Admito que pensei em pedir um carregamento mensal para o telemóvel, mas depois pensei que se houvesse mais ratos a fazê-lo para o ano corria-se o risco de não haver Natal!

Com tudo isto, quero apenas dizer que o Natal está corrompido (pelos vistos em Portugal não é só o Natal). A troca de prendas devia de ser algo simbólico, não supérfluo. Em tempo de crise ficava toda a gente a ganhar se não se fizesse a actual troca de prendas, em que cada um espera que as prendas que oferece não sejam, no mínimo, piores das que recebe. Daqui a pouco vemos os bancos a oferecerem créditos para as compras de Natal!

O Natal deve ser passado em família ou, para quem está longe dela, passado entre amigos, entre pessoas de quem gostamos e que gostam de nós, em sã convivência.

Faço um pedido a todas as pessoas. No meu tempo só recebia as prendas às 00.00h do dia 25. Hoje em dia o Pai Natal, em muitos sítios, é obrigado a entregar as prendas até ao fim do jantar, senão os miúdos (e graúdos também) começam a embirrar com o adiantar da hora. Por isso, peço às pessoas paciência para com o Pai Natal, que por sinal já não é muito novo, prolongando o serão, por exemplo, com jogos em família.

É que eu acredito no (Pai) Natal…

Sinto-me: O Pai Natal!
Roído por Queijo Jeitoso às 01:29

Ratoeira do post | favorito
De Brisa Intermitente a 26 de Dezembro de 2006 às 16:05
"Daqui a pouco vemos os bancos a oferecerem créditos para as compras de Natal!"...é mesmo o que falta para esta sociedade cada vez mais zelosa de valores hipócritas e futeis...

como sempre, muito realista e sem papas na lingua!
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


>‘.’<)---Culpados!

>‘.’<)---Mirones!


Contador Grátis

>‘.’<)---Atempadamente:

>‘.’<)---Ninhos de papel

>‘.’<)--- Agosto 2015

>‘.’<)--- Março 2015

>‘.’<)--- Julho 2014

>‘.’<)--- Dezembro 2013

>‘.’<)--- Novembro 2013

>‘.’<)--- Julho 2013

>‘.’<)--- Junho 2013

>‘.’<)--- Fevereiro 2013

>‘.’<)--- Outubro 2012

>‘.’<)--- Setembro 2012

>‘.’<)--- Agosto 2012

>‘.’<)--- Julho 2012

>‘.’<)--- Abril 2012

>‘.’<)--- Novembro 2011

>‘.’<)--- Setembro 2011

>‘.’<)--- Julho 2011

>‘.’<)--- Abril 2011

>‘.’<)--- Março 2011

>‘.’<)--- Janeiro 2011

>‘.’<)--- Dezembro 2010

>‘.’<)--- Setembro 2010

>‘.’<)--- Agosto 2010

>‘.’<)--- Junho 2010

>‘.’<)--- Março 2010

>‘.’<)--- Janeiro 2010

>‘.’<)--- Dezembro 2009

>‘.’<)--- Outubro 2009

>‘.’<)--- Setembro 2009

>‘.’<)--- Agosto 2009

>‘.’<)--- Julho 2009

>‘.’<)--- Junho 2009

>‘.’<)--- Maio 2009

>‘.’<)--- Abril 2009

>‘.’<)--- Março 2009

>‘.’<)--- Fevereiro 2009

>‘.’<)--- Janeiro 2009

>‘.’<)--- Dezembro 2008

>‘.’<)--- Novembro 2008

>‘.’<)--- Setembro 2008

>‘.’<)--- Abril 2008

>‘.’<)--- Março 2008

>‘.’<)--- Janeiro 2008

>‘.’<)--- Setembro 2007

>‘.’<)--- Agosto 2007

>‘.’<)--- Junho 2007

>‘.’<)--- Maio 2007

>‘.’<)--- Abril 2007

>‘.’<)--- Fevereiro 2007

>‘.’<)--- Janeiro 2007

>‘.’<)--- Dezembro 2006

>‘.’<)--- Novembro 2006

>‘.’<)--- Outubro 2006

>‘.’<)--- Setembro 2006

>‘.’<)--- Julho 2006

>‘.’<)--- Junho 2006

>‘.’<)---"Tocas"

>‘.’<)---Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

>‘.’<)---Farejar nesta toca

 

>‘.’<)---Queijos recentes

>‘.’<)--- Composição “As minhas fér...

>‘.’<)--- Considerações do Show (da...

>‘.’<)--- Há Volta...em Fafe!

>‘.’<)--- Passear ou ser passeado.....

>‘.’<)--- O amor e o coração…o fim ...

>‘.’<)--- Marés Vivas…o engodo!

>‘.’<)--- Peculiaridades do dia Rih...

>‘.’<)--- Promoções da Ordem

>‘.’<)--- Prémio Nobel - Mais que j...

>‘.’<)--- O que aconteceu?!

blogs SAPO

>‘.’<)---subscrever feeds